Aprenda o Dramático Arpejo 9b10 | Dica de Teclado #23

Fala tecladista! Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano, para falar e estudar junto com você o arpejo 9b10.
Vamos aprender a fazer um incrível arpejo para aplicar nos acordes menores!
É comum que tenhamos mais facilidade em improvisar, arpejar em cima de acordes maiores.
Mas e o que fazer quando temos acordes menores? Como nos comportar quando temos esse tipo de acorde?
Por esse motivo que vamos hoje estudar esse arpejo para te ajudar na hora de executar um acorde menor.
Vamos lá!

Aprendizado acelerado no teclado? Este livro revela o segredo

Faça o download clicando aqui!

FORMAÇÃO DO ACORDE MENOR

Vamos entender primeiro como formar um acorde menor.
Os graus que compõem o acorde menor são:

1 – b3 – 5

Lembrando que a terça é menor por isso o grau 3 leva um b (bemol), indicando que ele é reduzido meio-tom.
É o 3º grau que difere um acorde maior de um acorde menor.

O QUE É UM ARPEJO?

Arpejar ou arpejo, é tocar as notas de um acorde, sucessivamente (uma nota após a outra).
Por exemplo, se temos o acorde de dó maior composto por dó-mi-sol, ao invés de tocar todas a notas juntas, iremos tocar primeiro a nota dó, depois a nota mi e por fim a nota sol.
Porém hoje vamos abrir o arpejo junto com a abertura do acorde, ou seja, as notas não estarão tão perto umas das outras.
E outro detalhe é que nosso arpejo de hoje é com a mão esquerda, então este arpejo pode servir como um exercício para destravar a mão esquerda.

O QUE É 9b10?

Essa é a grande dúvida e é aqui que mora o segredo desse arpejo.
Cada número representa um grau a ser tocado no arpejo, neste caso temos dois graus: 9ª (nona) e a b10 (décima bemol).
Vou te ajudar a encontrar esses dois graus de uma maneira mais fácil. Pode ser?
Para encontrar o nono grau da escala precisa apenas aumentar um tom da tônica. Por exemplo, se a tônica for a nota dó, o 9º grau será a nota ré (um tom acima de dó).
Agora para encontrar o décimo grau bemol precisamos aumentar um tom e meio da tônica. Se a tônica for a nota dó, o b10 grau será a nota mib (um tom e meio acima da nota dó).

O ARPEJO 9b10

Esse arpejo é muito interessante para aplicar nos acordes menores.
Essa nomenclatura foi dada pelo próprio Ramon, para facilitar o seu aprendizado.
Vamos ao arpejo:

1 – 5 – 8 – 9 – b10

Observe que aqui estão presente os graus 9 e b10 que já falamos, junto com os graus 1 – 5 – 8 que já utilizamos na mão esquerda normalmente.
Para ficar mais fácil de entender veja estes graus na tonalidade de lá:

1 – 5 – 8 – 9 – b10

lá – mi – lá – si – dó

Veja como ficam estas notas no teclado:

Se quiser complementar o arpejo, você pode executar o acorde de Am com a mão direita.

EXEMPLOS

Aqui vai mais alguns exemplos de arpejo 9b10. A maioria você encontra no próprio vídeo.\
Vamos explorar algumas tonalidades para o arpejo, lembrando que os acordes são menores.

  • Dm (ré menor)

1 – 5 – 8 – 9 – b10

ré – lá – ré – mi – fá

  • Bm (si menor)

1 – 5 – 8 – 9 – b10

si – fá# – si – dó# – ré

  • F#m (fá sustenido menor)

1 – 5 – 8 – 9 – b10

fá# – dó# – fá# – sol# – lá

  • C#m (dó sustenido menor)

1 – 5 – 8 – 9 – b10

dó# – sol# – dó# – ré# – mi

Surpreenda seus amigos tocando teclado de forma magnífica

Baixe nosso livro gratuito!

CONCLUINDO

Hoje foi nosso primeiro passo usando o arpejo 9b10, mas teremos mais conteúdo falando e mostrando em quais situações você poderá usar este arpejo.
Se você ficou com alguma dúvida deixe um comentário.
Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.
Então, um abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.