Construindo a misteriosa Escala Negativa | Dica de Teclado #25

Fala tecladista! Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano, e hoje vamos falar sobre a dica de teclado #25: harmonia negativa.
Vamos construir a escala negativa ou escala invertida, onde este será o nosso primeiro passo dentro do assunto. E olha que a harmonia negativa ainda vai dar o que falar, rsrs. 😀
Se você já é músico, já toca e estuda a algum tempo deve estar se perguntando o porquê de nunca ter ouvido sobre esse termo.
Isso acontece porque o assunto é recente e surgiu faz pouco tempo, lá nos Estados Unidos.
Hoje vamos conhecer um pouco sobre harmonia negativa e até o final deste artigo você conseguirá entender pelo menos o básico do assunto.
Vamos lá!

Melhor ebook sobre como aprender teclado agora é de graça.

Baixe o seu clicando aqui!

HARMONIA NEGATIVA

Este assunto veio à tona através do músico Jacob Collier. Se você ainda não o conhece, Jacob é um jovem músico britânico que chamou a atenção a alguns meses atrás por sua forma de abordar harmonia e criar arranjos.
Para você ter uma noção de quem estamos falando, Jacob ganhou dois Grammy Awards aos 22 anos por conta da sua inteligência musical. Continuando sobre harmonia negativa…
Alguns conceitos que Jacob mencionou tiveram como referência o livro Theory of Harmony do pianista Ernst Levy (1895 – 1981).
Na realidade o termo mais apropriado seria harmonia invertida, mas como já discutimos isso aqui no Aprenda Piano nós gostamos de chamá-la de harmonia negativa pois desperta o nosso lado curioso, com um ar de mistério de mundos paralelos, ou matéria escura, buracos negros, algo desse tipo, rsrs.
Estamos entendidos até aqui?

PRIMEIRO PASSO

Nada melhor do que começar pelo começo, certo?!
Então, aqui nosso primeiro passo é saber formar a escala maior sem muitas dificuldades.
Para uma melhor compreensão, usaremos a nota em todos os exemplos ok?
Veja como é a formação de uma escala maior:

TOM – TOM – SEMITOM – TOM – TOM – TOM – SEMITOM

Aplicando os intervalos em dó:

dó – ré – mi – fá – sol – lá – si – dó

Dentro da escala teremos um intervalo que será muito importante para construir a escala negativa. Este intervalo é o de 5° justa. Na escala de dó, a quinta justa é a nota sol.

A nota sol será o tom gerador, ou seja, é a partir da nota sol que iremos construir a escala negativa de sol, ou, escala espelhada de dó.

CONSTRUINDO A ESCALA NEGATIVA

A nota sol será a primeira nota da escala. Mas lembre-se que teoricamente ainda estamos em dó, mas em um lado “meio obscuro”.
Para montar a escala negativa de sol vamos usar a mesma fórmula da escala maior, mas agora no sentido direita esquerda (invertido). É desta forma que iremos encontrar a escala negativa de sol.
Formação da escala maior:

TOM – TOM – SEMITOM – TOM – TOM – TOM – SEMITOM

Agora começando na nota sol, vamos caminhar um tom, porém “para trás”. Um tom a menos, teremos a nota .
Da nota fá menos um tom chegaremos na nota mib. Mib menos um semitom temos a nota .
Até aqui já temos 4 notas: sol – fá – mib – ré
Continuando…
Estamos na nota ré, agora menos um tom chegamos na nota . Da nota dó menos um tom teremos o sib. De sib menos um tom chegaremos no láb.
Para finalizar a escala falta só um semitom.
Láb menos um semitom chegaremos na nota sol e fechamos aqui a escala negativa de sol ou escala espelhada de dó.
Juntando todas as notas da escala fica assim:

sol – fá – mib – ré – dó – sib – láb – sol

Agora veja de uma maneira diferente o caminho que percorremos!

TOCANDO A ESCALA NEGATIVA

Vamos para a prática!
Veja as notas da escala negativa de sol (ou espelhada de dó) no teclado:

Para tocar esta escala negativa de G vou te mostrar um padrão para utilização dos dedos. Veja os números para cada dedo:

  • Polegar: 1
  • Indicador: 2
  • Médio: 3
  • Anelar: 4
  • Mínimo: 5

Essa numeração serve para as duas mãos!
Veja como você pode tocar a escala negativa de sol na mão direita:

sol – fá – mib – ré – dó – sib – láb – sol

5  – 4  – 3 –  2 – 1  – 3 – 2  – 1

E agora veja como tocar esta escala na mão esquerda:

sol – fá – mib – ré – dó – sib – láb – sol

1  – 2  – 3 –  1 – 2 –  3 – 4 – 5

Aprendizado acelerado no teclado? Este livro revela o segredo

Clique aqui para baixar!

CONCLUINDO

Esse é um assunto um tanto complexo para muitas pessoas, mas nossa ideia foi trazer a harmonia negativa e estuda-la de uma forma mais clara.
Hoje foi apenas um start para tudo que ainda iremos falar sobre harmonia negativa, por isso se quiser ir se preparando para o que está por vir, aplique a escala negativa em outras tonalidades!
Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.
Se você ficou com alguma dúvida deixe um comentário para nós!
Um grande abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.