Tudo o que você precisa saber sobre Dinâmica Musical


Fala tecladista! Como vai? Aqui é Heitor Carvalho, do Aprenda Piano, trazendo mais um artigo para você.
Tudo bem? Hoje vamos aprender um pouco mais sobre piano, em especial sobre dinâmica musical.
A dinâmica em uma música se refere a força, a intensidade, no caso do piano e do teclado, a força está presente na relação músico e instrumento.
Nessa relação o pianista libera uma certa intensidade de força no teclado, e a tecla após sofrer a pressão emite o som acionado.
Para que se alcance o som desejado, é necessário ter esse cuidado com a dinâmica, nesse caso a pressão feita na tecla.
Agora que conseguimos entender que a dinâmica é a intensidade em que a nota é tocada, podemos começar a nos aprofundar um pouco mais no assunto dinâmica musical.
Agora você deve estar se questionando sobre como uma dinâmica é definida, quem a define e como ela funciona.
Vamos responder com detalhes cada uma dessas perguntas, mas para que você tenha uma noção, saiba que o compositor tem papel fundamental na dinâmica de uma música e existe uma linguagem própria para se entender a dinâmica musical.

DINÂMICA MUSICAL

A palavra dinâmica, vem do grego dynamos, que significa força.
Então, a dinâmica musical se refere a indicação feita pelo compositor na partitura de uma música, mostrando a que intensidade uma nota deve ser tocada.
Uma dinâmica musical pode ser separada em dois grupos, existe a dinâmica estática, onde a música segue o mesmo volume sempre, e existem também a dinâmica alterada, nesse caso a música sofre alterações de volume durante sua execução.
A dinâmica musical, é a responsável por introduzir na música seu sentido, através dela é que se pode perceber se uma música é alegre, tensa, de suspense, entre outros.
Para indicar essa intensidade sonora desejada pelo compositor em determinada nota ou trecho se utiliza linguagem própria para a dinâmica musical, no caso uma gradação, que vai do molto pianissimo, até o molto fortissimo, com o sentido sendo da mais fraca para a mais forte.
Utiliza-se palavras italianas e abreviações para se identificar e assim indicar as dinâmicas.
Ao todo veremos 8 dinâmicas musicais, começando pelas mais fracas e terminando com as mais fortes.

  • Molto Pianissimo
  • Pianissimo
  • Piano
  • Mezzo-piano
  • Mezzo-forte
  • Forte
  • Fortissimo
  • Molto Fortissimo

Molto Pianissimo – ppp

O “Muito Suavíssimo” é um som baixo, praticamente não se percebe seu som, sua abreviação é ppp.

Pianissimo – pp

O “Suavíssimo” ainda é um som baixo, porém mais intenso que o anterior, sua abreviação é pp.

Piano – p

É o som natural do piano, “Suave” como o próprio nome já diz é um som suave, reflexo do toque no teclado, sua abreviação é p.

Mezzo Piano – mp

É a partir do “Meio Suave” que os sons começam a ficar mais intensos, nesse caso o som já não é mais tão suave, sua abreviação é mp.

Mezzo Forte – mf

O “Meio Forte” é ainda mais intenso e se aproxima de sons pesados, sua abreviação é mf.

Forte – f

O “Forte” rompe com a suavidade e via além intensidade, é um som pesado, sua abreviação é f.

Fortissimo – ff

O “Fortíssimo” ainda consegue ser mais mais forte que o próprio forte, sua abreviação é ff.

Molto Fortissimo – fff

O “Muito Fortíssimo” é o som mais forte que você vai escutar saindo do piano, sua abreviação é fff.

Observações

A terminação “issimo” em uma palavra significa muito, indicando mais intensidade, nas abreviações isso é identificado com um pp ou ff.
Para se indicar uma dinâmica musical, a abreviação é colocada sobre a primeira nota que se deseja executar nessa intensidade.

Como modificar uma dinâmica musical

Isso acontece através de sinais dinâmicos, sinais de intensidade.
Essas indicações mostram a qual intensidade a nota deve ser tocada, se mais fraca ou mais forte, assim é que altera a dinâmica de uma música.
Basicamente se usam duas indicações, que seriam para aumentar ou baixar o “volume”, a força no toque, porém existe mais uma indicação, ao todo são 3 indicações.

  • Diminuendo
  • Crescendo
  • Sforzando

Sinais

Diminuendo

Gradualmente mais baixo, ou seja, um diminuição gradual do volume, sua abreviação é dim.

Crescendo

Gradualmente mais alto, ou seja, uma crescimento gradual do volume, sua abreviação é cresc.

Sforzando

Crescimento súbito de intensidade durante uma nota.
Observação: Quanto ao Crescendo e Diminuendo, essas marcas colocadas soba pauta podem ser estendidas por mais notas.

Para finalizar

Acredito que você tenha entendido o que realmente é a dinâmica musical, em especial a dinâmica musical no piano.
Agora uma pergunta: Você também quer saber como tocar piano como um profissional? Clique aqui e saiba como!
Para ter acesso a mais conteúdos como esse e em primeira mão, assine nossa lista de e-mails e se inscreva em nosso Canal do Youtube.
Por enquanto é isso, forte abraço!
Heitor Carvalho

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.