Como formar a Escala Diminuta de Dó sustenido?

Como formar a Escala Diminuta de Dó sustenido?
Fala tecladista! Tudo bem? Aqui quem fala é o Augusto Canarin, do Aprenda Piano e no artigo de hoje, vamos juntos aprender como montar e quais as notas pertencentes a escala diminuta de dó sustenido.
Por mais complicado que possa parecer, é muito fácil montar essa escala e decorar as notas que fazem parte dela.
Muitos músicos e pianistas sentem dificuldade e até um pouco de medo em estudar esse tipo de escala, por se tratar de um tema de certa forma, incomum.
É difícil, em uma música contemporânea e mais atual, você encontrar esse tipo de escala sendo utilizada.
Porém, em muitos outros estilos musicais, estilos que exigem um maior conhecimento musical, as escalas diminutas são muito importantes e até mesmo, muito úteis.

COMO SE FORMAM AS ESCALAS DIMINUTAS?

Vamos então, dar início ao nosso estudo de hoje, e entender antes de tudo, o processo de formação por trás de todas as escalas diminutas.
Sim, antes de nós estudarmos especificamente a tonalidade de Dó sustenido, precisamos entender a ideia em um contexto geral.
Todas as escalas, independente da tonalidade, seguem o mesmo padrão de formação.
Nesse caso, com a mesma ideia, você consegue montar qualquer escala diminuta que você quiser, inclusive a escala diminuta de dó sustenido.
Imagine esse padrão de formação como uma receita de bolo, por exemplo, e as notas da escala, os ingredientes dessa receita.
Você pega todos os ingredientes (notas) e prepara o seu bolo utilizando a receita. Com isso você terá um bolo delicioso e perfeito.
Com as escalas acontece da mesma forma! Mas e como será que essa receita funciona?
A receita que origina as escalas diminutas é formada por 7 intervalos, divididos em TOM e SEMITOM.
Caso você não saiba:

  • TOM: 2 teclas no piano/teclado
  • SEMITOM: 1 tecla no piano/teclado

Veja como funciona a formação das escalas diminutas, por meio desses intervalos:

TOM – SEMITOM – TOM – SEMITOM – TOM – SEMITOM – TOM

Essa é a estrutura que permite montar qualquer escala diminuta!
Escolha uma tonalidade, aplique essa regra e assim você terá a sua escala, com todas as 8 notas.
Nós chamamos essa escala, devido a sequência de intervalos ser igual também de trás pra frente, de escala simétrica.
Agora então, chegou a hora de nós colocarmos essa técnica em prática e montar a escala na tonalidade que estamos estudando.
Está preparado? Vamos passo a passo!

ESCALA DIMINUTA DE DÓ SUSTENIDO: NOTAS

O que vamos fazer nessa parte do artigo, é utilizar a regra ensinada anteriormente para descobrir todas as notas que fazem parte da escala diminuta de Dó sustenido.
A primeira nota da nossa escala, nós já temos, que é o próprio Dó#.
Essa nota (nota fundamental) é localizada no piano dessa forma:

A partir das próximas notas, devemos começar a utilizar a regra.
Para descobrirmos a segunda nota, precisamos aumentar um tom partindo da primeira nota.
Então, de Dó sustenido nós vamos para a nota Ré#.
Agora, vamos alternar entre tom e semitom.
Depois de subir um tom, vamos aumentar um semitom de Ré sustenido.
Fazendo isso, encontramos a nota Mi, sendo ela nossa terceira nota da escala.
Novamente, aumentando um tom da nota que estamos, temos a nota Fá#.
Partindo agora de Fá sustenido, continuamos alternando os intervalos e agora, aumentando mais um semitom chegamos a Sol, como quinta nota da nossa escala.
Aumentando um tom a partir de Sol, vamos para a nota , completando 6 notas até o momento.
Estando em Lá e subindo um semitom, vamos para Sib.
E para finalizar a nossa escala diminuta de Dó sustenido, aumentamos novamente um tom, chegando até Si#. O si# está na mesma tecla do famoso dó, assim fica mais fácil associar!
Assim, colocando todas as notas encontradas, em ordem, temos a seguinte sequência:

Dó# – Ré# – Mi – Fá# – Sol – Lá – Sib – Si#

NOTAS DA ESCALA

Essa é a famosa escala diminuta na tonalidade de Dó sustenido!
Todas as notas foram encontradas, por meio da regra ensinada no primeiro tópico do artigo.
Sem qualquer dificuldade, nós conseguimos descobrir todas as 8 notas e agora sabemos quais podem ser utilizadas nas nossas execuções musicais.
Mas e que tal nós, além de conhecer todas as notas, localizá-las no piano? Veja como fazer isso!

ESCALA NO PIANO

Não adiantaria nada saber todas as notas da escala, mas não conseguir tocá-las no piano ou no teclado, não é mesmo?
Então aproveite e perceba o quanto é fácil localizar as notas no instrumento. Veja a escala abaixo:
escala diminuta de dó sustenido
Essa é a nossa escala, com todas as notas e suas respectivas posições.
Agora, você tem tudo que o precisa para executar essa escala e utilizá-la no seu dia dia!

FINALIZANDO

Então tecladista, após ler este artigo até o fim, o que você achou da escala diminuta de Dó sustenido?
Você com certeza vai se destacar e muito por saber uma escala do meio musical considerada difícil!
Para finalizar os seus estudos, não deixe de conhecer nossos cursos online. 😉
Forte abraço e bons estudos!
Augusto Canarin

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.