Um atalho para você memorizar a Escala Menor Melódica | Dica de Teclado #55

Fala tecladista! Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano, para a Dica de Teclado #55. E hoje a gente vai falar sobre um atalho poderoso, para que você consiga memorizar a escala menor melódica.
Ao longo das Dicas de Teclado nós já falamos sobre a escala menor melódica, mas hoje queremos dar luz a este assunto.
Sabe quando parece que dá aquele “click” e você pensa: Ah porque não me falaram assim antes?
Pois é, essa é minha intenção hoje, ajudar a dar aquele “click” com relação a escala menor melódica.
Teclados a postos? Vamos lá!
 

Tentou aprender teclado e não conseguiu? A culpa não é sua.

Saiba mais

A ESCALA MENOR MELÓDICA

Primeiro, vamos relembrar a escala menor melódica e depois já vou te mostrar o atalho poderoso.
As notas que dão a característica forte da escala menor melódica são os graus 6 e 7.
Para encontrar uma escala menor melódica, através dos intervalos, você pode usar esta sequência de intervalos:

TOM – SEMITOM – TOM – TOM – TOM – TOM – SEMITOM

Se você já tem um contato com o tom e o semitom, pode ver essa sequência deste jeito:

T   ST T   T T T   ST

Que tal formar uma escala menor melódica agora? Topa?
Vamos lá então, vou usar e aplicar os intervalos na nota lá.

Lá – Si – Dó – Ré – Mi – Fá# – Sol# – Lá

TOM – SEMITOM – TOM – TOM – TOM – TOM – SEMITOM

Agora veja no teclado:

Esta é a escala menor melódica de lá, mas a ideia aqui é te mostrar uma forma mais fácil para memorizar, então vamos em frente!

UM ATALHO PODEROSO

Agora é a hora de entregar o ouro!
Um atalho poderoso para memorizar escalas é memorizar apenas os graus que são alterados, tendo como referência a escala maior.
No caso, hoje, estamos falando da escala menor melódica, então vamos memorizar os graus que são alterados e o restante construir como se fosse  escala maior.
Veja os graus da escala maior:

1  – 2  – 3 –  4 – 5 –  6 – 7

Agora veja os graus da escala menor melódica:

1  – 2  – b3 –  4 – 5 –  6 – 7

Você chegou a perceber a diferença entre um e outro?
Sim, o terceiro grau da escala menor melódica é diferente, o restante dos graus são os mesmos.
Se formos pensar em notas, a diferença entre uma escala e outra também é o terceiro grau. O restante das notas serão as mesmas!
Vamos dar o exemplo na tonalidade de ré.
Primeiro veja a escala maior de Ré.

ré  – mi  – fá# –  sol – lá –  si – dó# – ré

1   – 2   – 3 –   4 – 5 –   6 – 7 – 8

Agora para encontrar a escala melódica de ré iremos apenas alterar o terceiro grau, a terça da escala. Vamos reduzir meio tom da nota, veja:

ré  – mi  –  – sol  – lá –  si – dó#  – ré

1   – 2   – b3   – 4   – 5 –   6 – 7 –   8

Simples não é mesmo?
Veja a escala menor melódica de ré, no teclado:

#1 – ESCALA MENOR MELÓDICA DE SOL

Vamos fazer a mesma comparação, mas agora na tonalidade de sol.
Primeiro veja a escala maior de sol:

sol  – lá  – si –  dó – ré –  mi – fá# – sol

1   – 2   – 3 –   4 – 5 –   6 – 7 – 8

Legal, agora temos que alterar a terça, diminuindo meio tom dela.
Na escala maior de sol, o terceiro grau é a nota si, quando diminuímos meio tom, ele passa a ser um sib. O restante das notas continuam iguais.
Observe como fica a escala menor melódica de sol:

sol  – lá  – sib  – dó  – ré –  mi – fá#  – sol

1   – 2   – b3    – 4   – 5 –   6 – 7 –   8

Agora no teclado:

CONCLUINDO

É isso aí tecladista, gostou deste atalho para memorizar a escala menor melódica?
É simples assim. Se você já sabe as escalas maiores será bem fácil saber as menores melódicas, mudando apenas o terceiro grau.
Se você tem alguma dúvida deixe um comentário!
Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.
Um abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.