Por dentro dos intervalos harmônicos e melódicos

Por dentro dos intervalos harmônicos e melódicos
Fala tecladista! Tudo bem? Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano para mais um artigo, hoje quero te ajudar a entender o que são os intervalos harmônicos e melódicos.
Entender a diferença entre estes dois tipos de intervalos é de grande importância.
E é bom que o que aplicamos no intervalo harmônico é possível aplicar no intervalo melódico e em cada um você tem um som diferente.
Ainda no final deste artigo sobre os intervalos harmônicos e melódicos, eu vou te dar uma dica que vai te surpreender e somar ao seu improviso! 😉

Entendendo os intervalos

Então, intervalo é o espaço entre uma nota e outra, ou também podemos dizer que, intervalo é a distância entre as notas.
Temos uma forma de medir essas distâncias, chamamos de TOM e SEMITOM.
Vou estar falando um pouco sobre o tom e o semitom apenas para você relembrar o que é, caso você ainda não conheça estes intervalos, clique aqui.
Começando a menor distância: SEMITOM.
Semitom, ou meio tom, é a menor distância entre duas notas.
Por exemplo, temos a nota Dó, depois dela vem a nota Dó#. Entre o Dó e o Dó# temos alguma outra nota?
Não! Então, aí temos um intervalo de semitom.
Agora vamos ao TOM!
Tom é a soma de dois semitons, ou seja, semitom é a metade de um tom.
Se da nota Dó até a nota Dó# nós temos um semitom quer dizer que temos só metade da distância, agora precisamos de mais uma metade.
Da nota Dó# até a nota temos mais um semitom.
Somando os semitons nós teremos um tom, da nota Dó até a nota Ré!

Intervalo Harmônico

Este intervalo está diretamente ligado ao conceito de harmonia.
Você sabe o que é harmonia na música?
HARMONIA

Conjunto de sons relacionados que produzem sensação agradável ao ouvido.

Bom, a harmonia musical está ligada a combinação de notas que soem de maneira agradável.
Ela é essencial para o estudo da composição musical, e é por este motivo que podemos relacionar harmonia com os sons simultâneos, ou seja, sons tocados juntos.
Vamos usar o intervalo de quinta justa (5J), este intervalo é de três tons e um semitom.
Iniciando da nota nós vamos contar o intervalo de quinta justa e chegaremos no Sol.

– TOM – TOM – SEMITOM – TOM

DO – RÉ – MI – FÁ – SOL

Para tocar a nota Dó e a nota Sol como um intervalo harmônico é preciso tocar as notas juntas, ao mesmo tempo.
Veja no teclado como fica:
dósol
Este é um intervalo harmônico. Sempre que tocar notas simultâneas teremos um intervalo harmônico.

Intervalo Melódico

Já o intervalo melódico tem total relação com a melodia, você se lembra o que é melodia?
MELODIA

Sequência de notas ou sons que se relacionam reciprocamente de modo a formar um todo harmônico.

Como já diz no significado da palavra, melodia são notas tocadas sucessivamente, ou seja, uma após a outra.
Podemos citar como exemplo de melodia a linha melódica da voz, quando você canta está fazendo uma melodia.
Agora, voltamos ao nosso intervalo de quinta justa que tem três tons e um semitom.
Lembrando que pegamos como exemplo as notas Dó e Sol.
No intervalo harmônico elas tocaram juntas, agora no intervalo melódico as notas serão tocadas uma após a outra.
Tocando primeiro o Dó.
dó
E logo depois o Sol.
sol
Este é um intervalo melódico!

Dica infalível

Agora anota aí essa dica que eu vou dar para você de como usar estes intervalos!
DICA: Usar os intervalos harmônicos e melódicos na hora de improvisar.
Eu particularmente gosto muito de usar eles de forma descendente.
Por exemplo, faça na sua mão esquerda o acorde de Dó maior.
Na mão direita vamos fazer uma sequência de intervalos de quinta justa.
A sequência será de: Mi – Si, Ré – Lá e Dó – Sol.
Toque na mão esquerda o acorde de Dó maior e faça estas notas como intervalo harmônico, tocando as notas juntas.
dó1mi1sol1mi3si3
dó1mi1sol1ré3lá3
dó1mi1sol1dó3sol3
Toque a mão direita um pouco mais rápido para soar como um improviso!
Agora você pode fazer as mesma notas, mas com intervalo melódico, tocando uma nota após a outra.
Lembre-se que estes intervalos estão na mão direita, a mão esquerda está apenas tocando o acorde para acompanhamento. 😉
dó1mi1sol1mi3
dó1mi1sol1si3
dó1mi1sol1ré3
dó1mi1sol1lá3
dó1mi1sol1dó3
dó1mi1sol1sol3
Observe que são as mesmas notas da forma anterior mas o som é diferente, assim nos dando outras possibilidades de explorar ao máximo os dois tipos de intervalos, intervalos harmônicos e melódicos.

Concluindo

Entender e estudar intervalos nos faz compreender muito melhor tudo que tem relação com a música, como os acordes, solos e improvisos.
Preste atenção a partir de hoje nas suas execuções e identifique se está usando intervalos harmônicos e/ou melódicos, e tente explorar mais a fundo a sua prática.
E não deixe de conhecer nossos cursos e desenvolver sua musicalidade! 😉
Fote abraço e até mais!
Raquel Xavier

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.