Conheça 2 Maus Hábitos Que Me Criaram Grandes Problemas

JUNTE-SE A MILHARES DE PESSOAS

Receba devocionais de sabedoria direto em seu email. É 100% grátis!

Os dois maus hábitos
Os dois maus hábitos.

Causa e efeito.

Maus hábitos atraem más consequências. Não há como fugir.

Semana passada, publiquei um artigo chamado 10 Hábitos Ruins Que Você Precisa Parar Agora e a repercussão foi excelente.

Cinco dias depois decidi ministrar uma Super Live (aulão ao vivo) para expandir o tema e o burburinho continuou.

Como eu sempre procuro publicar conteúdos de valor que impactam no crescimento dos meus seguidores, decidi compartilhar 2 hábitos ruins que me sempre trouxeram grandes problemas.

Aviso que o artigo de hoje é mais curto do que os demais.

Enxergue-o como um bônus ou como uma continuação do artigo anterior, mas não se deixe enganar pelas poucas palavras.

Trago duas lições importantíssimas.

Vamos a elas:

Mau hábito #1: deixar pontas soltas

Nos anos dois mil, lembro que um de meus dentes começou a doer.

Não era uma insuportável e creio que esse foi o problema.

O fato de ser uma dor suportável me levou a procrastinar uma consulta no dentista.

Adiei por muitos meses.

Para encurtar, quando não aguentava mais a dor corri para um especialista. Lá descobri que deveria fazer um tratamento de canal.

A dor que não foi tratada trouxe uma dor muito maior (eu sei o quanto sofri com aquele tratamento).

De uma forma ou de outra, é assim que muita gente leva a vida: deixando pontas soltas no passado.

Aprendi a duras penas que pontas soltas do passado de vez em quando voltam para nos atormentar.

Eu tinha o péssimo hábito de adiar a resolução de problemas e isso me trouxe problemas muito maiores.

Lembro muito bem de um namoro que eu sabia que tinha que terminar. Todos os sinais apontavam para um relacionamento fracassado, mas eu procrastinei a decisão.

Resultado: fui traído.

Eu não precisava ter sido traído, enfrentar vergonha e sofrimento. Bastava ter feito o que eu sabia que devia fazer.

Esse era um erro que eu cometia frequentemente: evitar discussões difíceis, porém necessárias. Sofri muito cada vez que ignorei tais conversas.

Lição: tenha coragem para resolver as situações pendentes.

Cada “ponta solta” que você deixa para trás pode aparecer como um grande arrependimento no futuro. Portanto, evite deixar para trás:

  • Assuntos pendentes.
  • Portas fechadas.
  • Espinhos pelo caminho.
  • Amizades destruídas.
  • Presentes não entregues.
  • Situações não resolvidas.
  • Afeto não correspondido.

Resolva o que precisa ser resolvido, faça o que você sabe que tem que fazer.

Quando Eliseu foi chamado por Deus ele soube fechar o ciclo com honra:

Então Eliseu deixou os bois, correu atrás de Elias e disse: — Deixe-me beijar o meu pai e a minha mãe e, então, eu o seguirei.

1 Reis 19:20

Ele se despediu dos pais e resolveu as pendências que tinha antes de seguir com Elias.

Há pessoas que por onde passam deixam um rastro ruim e pontas soltas. Não faça isso.

Hoje, vivo uma vida muito mais leve porque me “forço” a não deixar pontas soltas para trás.

Resolver um problema difícil ou ter uma conversa mais séria pode ser algo desafiador, mas é certeza de paz lá na frente.

Se algo está doendo, procure resolver.

Mau hábito #2: ser obcecado pela perfeição

Leonardo da Vinci costumava não entregar os trabalhos que era contratado para fazer. Ainda assim, era um verdadeiro gênio, quem sabe o nome mais famoso do Renascimento Italiano.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Da Vinci deixava muita coisa pela metade. Há uma razão para isso: PERFECCIONISMO. Por ser excessivamente perfeccionista, Da Vinci não conseguia finalizar seus projetos.

Veja o relato do site Unioneart:

Leonardo tinha dois defeitos incompatíveis entre si: era perfeccionista e procrastinador. Conclusão: deixou de terminar diversas de suas obras, e jogou muitas fora por nunca achar que estavam ficando boas o suficiente.

Unioneart

O perfeccionismo pode fazer o mesmo com você: lhe paralisar, atrapalhar seu trabalho e até lhe trazer a fama de mentiroso (quando você não cumpre o que promete).
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Pior são os que estufam o peito e dão essa mesmíssima desculpa para não terminar aquilo que começaram: “Sou perfeccionista”.

Na verdade, estão querendo dizer: “Sou tão bom que não consigo terminar isso”.

Falo por experiência própria.

Quantas vezes deixei de começar ou de terminar algo com essa desculpa? Muitas vezes.

Há poucas horas, eu estava preso no “redemoinho do perfeccionismo”. Talvez você saiba, talvez não, mas eu tenho uma comunidade online chamada Altitude, onde ministro aulas, lives e dou mentoria para os membros.

Hoje acordei e fui produzir conteúdo para comunidade quando me vi preso no seguinte pensamento: “Ainda não está bom”.

O fato é que já estava excelente, mas o perfeccionismo pode virar um vício. Quanto mais eu penso “Ainda não está bom”, menos eu consigo produzir!

Para quem usa o perfeccionismo como desculpa tenho um alerta: você não é Leonardo da Vinci e provavelmente esse tipo de pensamento está travando muitas áreas da sua vida.

O sábio Baltasar Gracián diz que Da Vinci era tão genial que poderia se dar ao luxo de ser tão “instável”. A não ser que você seja tão genial quanto Da Vinci, abandone esse mau hábito.

Mude suas atitudes e pare de perder tempo demais em busca do inatingível. Isso pode esconder o medo de não ser aceito.

Como já provei em outro artigo, esse é um pensamento destrutivo que não faz muito sentido. Na maioria das vezes, quem não se aceita é você mesmo.

Há um tempo, eu não conseguia produzir muita coisa porque eu não me aprovava. Não se tratava dos outros, mas sim de mim mesmo.

Quando me libertei disso, percebi que eu era o responsável da minha própria paralisação. Não adiantava terceirizar a culpa.

Desde então, meu processo atual é fazer e melhorar, fazer e melhorar.

Se não tivesse deixado o mau hábito do perfeccionismo, nada do que você está lendo neste blog e nas minhas redes sociais sequer existiria.

Quantas coisas você não está deixando de fazer porque “nunca está bom o suficiente”?

Reflita e tome sua decisão.

Resumo: dois maus hábitos

Antes de deixar um resumo com os principais pontos do artigo quero lhe fazer um convite. Talvez você saiba, talvez não, mas toda quinta-feira, às 16h em ponto, eu faço as Super Lives, que são aulas ao vivo para promover crescimento em todas as áreas da vida.

Cada semana abordo um tema e forneço material de apoio para ajudar no aprendizado. Para receber o link da transmissão você deve entrar nesta página e deixar seu e-mail.

Agora vamos ao resumo:

  1. Leia o artigo: 10 Hábitos Ruins Que Você Precisa Parar Agora.
  2. Cuidado com as dores suportáveis. Elas podem fazer você procrastinar.
  3. Uma pequena dor não tratada pode culminar em uma grande dor no futuro.
  4. Encare as discussões necessárias, mesmo que sejam difíceis.
  5. Não deixe “rastro” ruim pode onde você passar.
  6. O perfeccionismo paralisa você.
  7. O perfeccionismo pode esconder o medo de não ser aceito.
  8. Você pode estar perdendo tempo demais buscando o inatingível.
  9. Participe da nossas Super Lives, que ocorrem todas as quintas-feiras.

Espero que você tenha gostado!

Não esqueça de me seguir no Instagram e se inscrever no meu canal do YouTube.

Deus te abençoe,
Ramon

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no print
Imprimir

DESCUBRA O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE SEPARAÇÃO E DIVÓRCIO

Livro gratuito por tempo limitado. Aproveite e baixe agora!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo