As Tensões mudaram meus Acordes para sempre | Dica de Teclado #26

Fala tecladista! Aqui é a Raquel Xavier do Aprenda Piano e hoje vamos a Dica de Teclado #26. Hoje o nosso assunto é: notas de tensão.
Já conhece estas notas ou já ouviu falar nelas?
Bom, já podemos associar que estas notas não são notas que nos darão uma sensação de repouso e sim de tensão, instabilidade e porque não, sofisticação.
Para encontrar estas notas teremos como base um acorde maior, então antes de só lançar a notas vou te ajudar em todo o processo, começando pelo acorde base.
Prontos? Vamos em frente!

Destrave seu aprendizado no teclado com este livro gratuito

Baixe clicando aqui!

O ACORDE MAIOR COM maj7

A primeira característica deste acorde é que ele é uma tétrade, ou seja, é um acorde composto por quatro notas ou quatro sons.
Para que seja mais fácil a associação e também para que não se preocupe tanto com o acorde base vou usar o acorde de C (dó maior) nos exemplos.
Primeiro de tudo vamos começar com a tríade de Dó Maior (C) , é importante que esta tríade básica já seja familiar para você.
A tríade de C (dó maior) é composta pelas notas: dó, mi e sol.
Veja elas no teclado:

E agora iremos acrescentar o quarto som, para que se transforme em um tétrade.
Hoje iremos acrescentar a sétima maior, ou maj7.
O maj7 é um grau da escala do próprio acorde.
Aqui a nota maj7 é a nota si, então nós precisamos apenas adicionar a nota si ao acorde maior.
As notas do acorde ficam assim: dó, mi, sol e si.
Veja no teclado:

Este acorde será a base para encontrarmos e acrescentarmos as notas de tensão.
Para seguir o exercício você irá tocar o Cmaj7 na mão esquerda.
Se você nunca tocou acordes completos na mão esquerda você pode usar estes dedos para cada nota do acorde.

  • Mínimo: nota dó
  • Médio: nota mi
  • Indicador: nota sol
  • Polegar: nota si

OS GRAUS DAS NOTAS DE TENSÃO

Para formar o acorde de Cmaj7 usamos o 1°, 3°, 5° e 7° grau, já as de tensão estarão fora do acorde.
As notas de tensão são as notas extras, são notas que serão adicionadas ao acorde, além das 4 notas do acorde teremos estas notas “extras”.
Um exemplo acrescentar o nono grau (9°) aos acorde, entre as notas do acorde a nona seria uma nota de tensão. A cifragem deste acorde seria: Cmaj7/9.
Um outro exemplo de nota de tensão é o sexto grau (6°) que também podemos localizá-lo como a décimo terceiro grau (13°). A cifragem para este acorde ficará assim: Cmaj7/13.
E também podemos usar estas duas notas de tensão juntas ao acorde, assim: Cmaj7/9/13.

LOCALIZANDO O NONO GRAU (9°)

Para encontrar o nono grau é fácil, iremos tocar a escala até encontrar a nona nota.
Veja abaixo:
dó – ré – mi – fá – sol – lá – si – dó –
1  – 2  – 3 –  4 – 5 –  6 – 7 – 8  – 9
Então nosso nono grau será a nota ré.
Como o acorde de base está na mão esquerda, esta nota você pode tocar com a mão direita.
Observe como fica o acorde de Cmaj7/9:

Lembrando que aqui a nota de tensão é o .

Livro revolucionário sobre como aprender teclado agora é gratuito!

Pegue o seu, clicando aqui!

LOCALIZANDO A DÉCIMA TERCEIRA (13°)

Assim como foi feito com a nona iremos fazer com a décima terceira.
Você vai perceber que a nota do décimo terceiro grau é a mesma que o sexto grau, só que em oitavas diferentes.
Então iremos contar, pela escala maior, e  encontrar a décima terceira nota. Veja:
dó – ré – mi – fá – sol – lá – si – dó – ré  – mi – fá – sol –
1  – 2  – 3 –  4 – 5 –  6 – 7 – 8  – 9 – 10 – 11  – 12 – 13
A nota lá será a nota que iremos acrescentar ao acorde e ela também será uma nota de tensão junto ao nono grau.
Esta nota será tocada na mão direita, junto com o grau 9.
Veja primeiro o acorde de Cmaj7/13.

E agora com as duas notas de tensão que encontramos, a nona e a décima primeira. Observe:

O acorde acima é o Cmaj7/9/13. Não é tão complicado quanto parece, não é? Rsrs.

FINALIZANDO

Podemos abrir o acorde de várias formas com essas tensões, improvisar usando elas e muita outras possibilidades de que as notas de tensão nos dão.
Conhecer e estudar essas notas de tensão geram uma drástica mudança na sua maneira de tocar, e isso não aconteceu só comigo mas sim, com a maioria dos músicos, após terem conhecimento sobre este tipo de conteúdo.
Esta é o tipo de dica para você que tem interesse de dar um passo além na música, por isso encoraje-se e estude o que falamos hoje.
Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.
Se ficou com alguma dúvida deixe um comentário!
Um abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.