Aprenda a suave Tétrade M7 | Dica de Teclado #57

Fala tecladista! Aqui é a Raquel Xavier, do Aprenda Piano, para a Dica de Teclado #57. E hoje nós iremos construir a tétrades menores com 7.
Aqui gostamos e falamos muito sobre tétrades, pois queremos que você se sinta à vontade ao tocar esse tipo de acorde.
E também, finalmente, sair do nível das tríades e começar a se aventurar em novas harmonias.
Bom hoje, vamos ver a suavidade da tétrade menor com a sétima menor, um acorde muito interessante e utilizado nas músicas.
Uma tríade menor por si só já é triste! Mas para dar uma “amenizada” nessa tristeza iremos acrescentar mais uma nota.
Preparado para ouvir como vai ficar esse acorde?
Vamos lá!

O QUE É UMA TÉTRADE?

Uma tétrade é um acorde formado por 4 notas, ou, 4 sons.
No dia-a-dia é comum encontrarmos acordes com mais uma nota adicionada, às sétimas são um bom exemplo de nota adicionada.
Então, basicamente, uma tétrade é uma tríade + 1 nota.
Se você tiver uma tríade simples, como por exemplo as tríades maiores ou menores, ao acrescentar uma nota essa tríade passa a ser uma tétrade!
Hoje, a gente vai montar a tétrade menor com sétima, que forma os acordes menores, só que com uma diferença: o sétimo grau menor dá uma suavizada na tristeza do acorde.

ESCOLHENDO A TONALIDADE E FORMANDO A ESCALA

Primeiro vamos escolher uma tonalidade.
Para diferenciar do que sempre é usado, hoje vamos escolher um tom com um pouco mais de dificuldade. Você topa?
Então vamos lá, a tonalidade de hoje é b.
Antes, vamos formar a escala maior, já que essa é uma tonalidade pouco comum.
Lembrando que para construir uma escala maior, precisaremos da seguinte ordem de tons e semitons:

TOM – TOM – SEMITOM – TOM – TOM – TOM – SEMITOM

Agora aplicando estes intervalos começando pela nota láb:

b  – sib  – dó  – réb  –  mib  –  fá –  sol – láb

Os graus da escala ficam assim:

b  – sib  – dó  – réb  –  mib  –  fá –  sol – láb

1   – 2   – 3 –   4 – 5 –   6 – 7 – 8

Pronto, escala formada, tonalidade escolhida já podemos ir em frente!

A FÓRMULA DO ACORDE MENOR COM SÉTIMA MENOR

Bom, para encontrar o acorde vamos usar os graus.
Veja os graus:

1  –  3m  –  5J  –  7m

Aqui temos o primeiro grau que será a nota b.
Depois temos o terceiro grau, mas ele é menor, ou seja, iremos diminuir meio tom do grau três, da escala maior.
Na escala maior o grau três é a nota dó, reduzindo meio tom resulta em b.
PS: A nota dó bemol fica fisicamente na mesma tecla que a nota si.
Em seguida é o quinto grau, uma quinta justa. Que pela escala será a nota mib.
E para terminar o sétimo grau, mas ele (assim como o terceiro grau) é menor, vamos diminuir meio tom do sétimo grau da escala maior.
Na escala maior o sétimo grau é a nota sol, reduzindo meio tom de nota sol encontramos a nota solb.
Pronto! Encontramos todas as notas deste acorde!
Veja elas todas juntas.
Acorde de Ab: b – dób – mib – solb
Observe no teclado:

Uma das opções para usar a mão esquerda é fazer o famoso 1 – 5 – 8.
Para descobrir que notas são, basta olhar na escala e descobrir através dos graus.
O primeiro grau é a nota b, o quinto grau a nota mib e o oitavo grau a nota b em outra oitava.
Veja no teclado apenas a mão esquerda.

E agora juntando as duas mãos.

Toque este acorde e sinta que ele é triste, mas a sétima nota traz uma suavidade e uma sensação de “esperança” para o acorde.
A cifra deste acorde é:

  • A = lá
  • m = menor
  • b = bemol
  • 7 = sétima (sétima menor)

Juntando tudo fica: Abm7.
Lê-se assim: lá bemol menor com sétima, alguns gostam de enfatizar que a sétima é menor, como por exemplo, lá bemol menor com sétima menor.

CONCLUINDO

Agora tente experimentar este tipo de tétrade em outras tonalidades.
Um acorde bem comum é o Am7, que tem a mesma ideia do que nós fizemos aqui, hoje.
Os acorde menores com sétima menor são bem comuns e podemos dizer que eles são muito usados por causa dessa tal “suavidade”.
Se você ficou com alguma dúvida, ou se ainda não conhecia o acorde de Abm7, deixe um comentário.
Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.
Um abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.