Trítono: o som do diabo? | Dica de Teclado #37

Fala tecladista! Aqui é a Raquel Xavier do Aprenda Piano para a Dica de Teclado #37. Nosso assunto de hoje é muito interessante, iremos falar sobre o trítono.
O trítono dá o que falar até hoje, é um dos assuntos que está no ranking dos mais falados desde a idade média, rsrs. Brincadeira, não posso afirmar que exista este ranking, mas pode ter certeza que o trítono é muito falado no meio musical.
Hoje iremos ver o que tem de tão especial no trítono e aprender a montar ele, assim você vai poder dar continuidade a fama do trítono.

Chance: Livro Como tocar piano – o guia completo está gratuito agora

Baixe enquanto ainda dá tempo!

UM POUCO DA HISTÓRIA DO TRÍTONO

Bom, nada melhor do que começar pelo começo não é? Rsrs.
Lá na idade média o trítono causou um reboliço, ou seja, era um intervalo musical que causava um pouco de confusão.
O trítono, antes de mais nada, é um intervalo musical recheado de tensão!
Acredita-se que o trítono foi proibido pela igreja na Idade Média por causa deste forte efeito de tensão.
Essa dissonância era considerada maligna, já que os sons considerados “sacros” ou “divinos” eram os sons harmônicos e sem muita tensão. E os sons desarmônicos entravam na classificação “maligna” assim como o trítono.
Então trazendo para um português bem claro, a história nos diz que não se tocava o trítono na igreja por ele ser considerado um som “do diabo” ou maligno.

AFINAL, O QUE É O TRÍTONO?

Falamos, falamos e já sabemos que o trítono é um intervalo musical, mas qual intervalo é esse?
O intervalo musical de onde surge o trítono é o intervalo de 4ª aumentada ou de 5ª diminuta.
Outra maneira de descobrir o intervalo do trítono é pelo próprio nome. O que a palavra “trítono” te lembra?
Pra mim, Raquel, a primeira associação que consigo fazer é com o número três, você também?
Então, tem TOTAL relação com o três, pois o intervalo é formado por três tons!
Para ter um trítono no teclado basta escolher uma nota, andar o intervalo de três tons e deu! Achou um trítono, tente fazer isso sozinho antes de irmos em frente.
Já sinta como o som do trítono por si só já é carregado de tensão.

ENCONTRANDO O TRÍTONO

O primeiro trítono que vamos encontrar é o que começa pela nota dó.
Vamos lá, . Andando um tom chegaremos no ré, mais um tom no mi e o último tom no fá#, no final da soma temos três tons.
Então entre dó e fá# existe um trítono! 😉
Veja no teclado:

Ao tocar esse intervalo você vai sentir a enorme tensão e ao mesmo tempo que existe uma tensão o intervalo está pedindo para resolver, para repousar.
Por exemplo: o trítono dó-fá#:

  • o dó “pede” para resolver no si.
  • o fá# está “sendo puxado” para a nota sol.

Como um imã mesmo, puxando a sonoridade para repousar. Tente tocar o trítono e depois o repouso.
No teclado:
Trítono

Repouso

Vamos ver outro exemplo, agora começando o trítono pela nota sol.
Nota sol, mais um tom chegamos na nota lá, mais um tom na nota si e o último tom na nota dó#.
Esse trítono é formado pelas notas sol e dó#, a mesma sensação de repouso se aplica aqui, veja:

  • O sol “pede” para cair no fá#.
  • Enquanto o dó# está sendo puxado para a nota ré.

Tocando esses intervalos.
Trítono

Repouso

Como é bom o alívio de quando acontece o repouso, não é?

Aprenda a tocar teclado BEM por apenas ZERO reais! Aproveite enquanto é grátis

Clique e baixe agora!

FINALIZANDO

Aí está o famoso trítono agora é só começar a explorar mais, aplicar o trítono nas 12 notas!
Esse é um tema bem interessante que nos dá a possibilidade de aprofundar e muito, principalmente quando aplicar o trítono no estudo de harmonia.
Por enquanto é se acostumar com esse intervalo único!
Se você ficou com alguma dúvida deixe um comentário.
Para mais aulas e conteúdos sobre música, teclado e piano:

Faça o download grátis do livro “COMO TOCAR TECLADO BEM”.
Um abraço e até a próxima,
Raquel Xavier

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

VAMOS APRENDER TECLADO DE FORMA EMPOLGANTE?

Destrave o seu talento musical com este guia completo!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Ramon Tessmann

Desde o início de sua trajetória, Ramon se mostrou inconformado com seu aprendizado musical. Começou sua carreira em 1991 e alcançou crescente notoriedade através de sua escola Aprenda Piano, que conta hoje com mais de 20 mil alunos em 17 países. Depois de longos anos, sua busca incessante originou um método de ensino musical de alto resultado que ele compartilha no treinamento Extraordinários.